Thursday, April 25, 2013

Computação para Crianças na Amazônia

Minha formação é em Computação, que eu amo. Há algo sublime em criar algo e ver a lógica funcionar e a máquina obedecer aos seus comandos para tornar realidade uma solução para uma necessidade.

Em minhas conversas com meus contemporâneos, por vezes toco no assunto de como anda a computação na Amazônia. Alguns já me disseram que essa não é a "vocação da Amazônia" e que, portanto, é inútil insistir. Eu não concordo.

Meu filho hoje tem 10 anos, e estamos trabalhando juntos em alguns projetos. O que mais lhe anima é o projeto de um cofrinho que automaticamente conte e mostre o total guardado no cofre.

Uma diferença enorme desta geração em relação à minha, é que quando eu comecei a mexer em computadores, aos meus 8-9 anos, tudo era difícil e caro. Computadores eram ítens de luxo e você tinha que aprender a mexer no hardware da máquina. Não havia internet para baixar programas, nem Google para rapidamente encontrar uma resposta sem precisar pensar. Informação vinha através de revistas mensais, quando elas chegavam à longínqua Manaus.

Hoje as crianças tem acesso a computadores de grande capacidade de processamento em suas mãos, na forma de smartphones e tablets. E tudo já vem pronto! Não é preciso mexer no hardware. É fácil instalar programas. Elas tem muito poder nas mãos... mas não sabem como funciona a máquina e o que está por debaixo das camadas de abstração que separam a interface do usuário do sistema operacional e do hardware.

Isso me levou a pensar sobre como anda a educação de crianças em tecnologia no Amazonas. Que iniciativas e projetos há nesse sentido em Manaus e no Amazonas?

No comments:

Post a Comment